Veja mapas das hortas urbanas de São Paulo

Revista Exame, 16/10/2014, por Suzana Camargo, do Planeta Sustentável

Horta: ideia é que comunidade se reaproprie da paisagem urbana através do plantio das hortas

Planta cresce em horta

Foto: David Goehring/Creative Commons/Flickr

São Paulo – Pouco a pouco fomos perdendo o contato com a terra, o cheiro do mato molhado e o real sabor de frutas e hortaliças.

Para resgatar esta conexão com a natureza e o hábito da alimentação saudável, a cada dia surgem mais e mais hortas urbanas espalhadas pelo país.

O mais interessante é que elas não estão no quintal da casas das pessoas, mas localizadas em espaços públicos da cidade – em praças, terrenos abandonados e até esquinas.

A ideia é que a comunidade se reaproprie da paisagem urbana através do plantio destas hortas.

Em plena Avenida Paulista, o centro financeiro e nervoso de São Paulo, há dois anos foi inaugurada a Horta Comunitária da Praça do Ciclista.

Ali, todo primeiro domingo de cada mês, moradores da região se encontram para mexer na terra e cuidar e regar cebolinha, pimenta, salsinha, couve, feijão e muito mais.

Iniciativa semelhante, a Horta das Corujas, situada numa praça do bairro da Vila Beatriz, na zona oeste da cidade, é um projeto experimental.

A intenção ali é criar um local para estimular o convívio social e servir de instrumento para a educação ambiental.

Alguns canteiros são usados por escolas da região, mas a horta que tem somente hortaliças, é aberta ao público e a ajuda de todos é sempre bem-vinda.

A ideia da construção da Horta das Corujas foi das jornalistas e pesquisadoras de agroecologia Claudia Visoni e Tatiana Achcar. Hoje elas coordenam o grupo Hortelões Urbanos, que promove e incentiva estas intervenções pela cidade.

Há diversas outras áreas de cultivo espalhadas pela capital paulista. Se você gosta de plantar e quer participar deste movimento, confira o site com o mapa das hortas urbanas de São Paulo.

O Movimento Urbano de Agroecologia de São Paulo (Muda SP) também disponibiliza um mapa com a localização de hortas, além de feiras e restaurantes com alimentos orgânicos.

Publicado em Horta na Mídia, Horta urbana no mundo | Deixe um comentário

Festival dos sabores e roda de conversa sobre hortas

Outubro de 2014

Vamos comemorar o início da Semana Mundial da Alimentação degustando ervas e frutas em combinações incríveis criadas pela cozinheira Bia Goll e com uma roda de conversa sobre horta em casa e horta comunitária com Claudia Visoni.

festival sabores

Sábado, 11/10/2014
Das 10:00 às 12:00
Viveiro de Pinheiros
Avenida Arruda Botelho, 88

Publicado em Informação | Deixe um comentário

Fotos da segunda comemoração dos 2 anos da Horta

6 de outubro de 2014

O segundo aniversário da Horta das Corujas foi comemorado no sábado, dia 4/10.

Recebemos um duo de cellos e uma dupla de contação de histórias.

Duo de cellos: Erica Beatriz Navarro e Rebeca Friedmann

Este slideshow necessita de JavaScript.

Contação de histórias com Lilia Nemes e Débora Sperl, da Cia. Pé do Ouvido

Este slideshow necessita de JavaScript.

Varal de fotos da Horta

Aniversario 2 anos

Publicado em Horta, Oficina, Relato | Deixe um comentário

JC Debate sobre micropolítica

 TV Cultura, 29/09/2014 

Formado por governo e partidos, o poder político tradicional, também chamado de macropolítica, muitas vezes não cumpre suas funções nem provoca mobilização da sociedade civil. Para debater a micropolítica, o programa recebe Carolina Tarrío, uma das fundadoras do movimento Boa Praça, e Caio Magri, diretor de Políticas Públicas do Instituto Ethos.
O debate é precedido por uma reportagem sobre a Horta das Corujas.

Publicado em Horta na Mídia | Deixe um comentário

No mês de setembro a Horta das Corujas completa 2 anos!

De presente de aniversario a horta vai receber muita chuva gente!

:-) Por isso adiamos a comemoração para o próximo final de semana – dia 4/10/14!
Breve mais informações!

23/09/14

As comemorações já começaram com a Oficina de Ruderais oferecida pela Neide Rigo no dia 13/09 – vejam aqui o registro e a receita do delicioso ‘spatzle de mato’.

A festa continua este final de semana, com atividades oferecidas por voluntários e simpatizantes da horta. Como a organização é coletiva, vamos atualizando a programação e os horários conforme ela for sendo definida.

(Em caso da mais que bem-vinda chuva, além de agradecermos a todas as forças do universo, vamos provavelmente mudar a data das celebrações e deixar as hortaliças festejando debaixo d’água. Avisaremos no devido tempo)

27/09 – Sábado
13h00 Pic Nic coletivo

15h00 Contação de história com a Lilia Nemes da Cia. Pé do Ouvido

17h00

- Música ao vivo, com Pedro Paulo Salles

-Varal de fotos da horta organizado por Sasha Hart

-Escultura de balões com a Fabíola Donadello

28/09 – Domingo
-Oficina de jogos de reciclagem com a Maíra Villas Bôas Estima

__☆___________☆_________
__________☆________☆____
_^⺗^___☆______.^⺗^_______
/ΘvΘ\______☆__(⊙v⊙)______
(ꁋꁋꁋꁋ)_______ 彡(ꋃꋃꋃꋃꋃ)ㄟ___
▔꒴꒴▔▔▔▔▔▔▔꒴꒴▔▔▔▔
_______\ | /____☆___________
_☆____╭╮_____,,,䇂䇂䇂䇂䇂,,
㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱/░░░░░░░░░
㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱/░░░░░░░░
㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱/░░░░░.░
㐱㐱㐱㐱))((((㐱㐱㐱㐱㐱/░░░░░
㐱㐱㐱㐱ΘﮟΘ㐱㐱㐱㐱㐱㐱/░░.░
㐱㐱㐱[[꒴ [[[꒴]]]㐱㐱㐱㐱㐱㐱/░░░
㐱㐱㐱[[[[[]]]]]]]]㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱//░
㐱㐱㐱[[[[[[[[]]]]]㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱/
㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱
㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱㐱
….arte com fontes: Pedro P.Salles

Convide também pelo Facebook: Aniversário 2 anos – Horta das Corujas

Venham comemorar com a gente!

Publicado em Convite, História, Horta, Oficina | Deixe um comentário

Oficina sobre plantas comestíveis não convencionais e ervas espontâneas na Horta das Corujas

Come-se, 17/09/2014

Foi assim:  Cláudia Visoni me perguntou se eu poderia dar uma oficina pra comemorar o aniversário na Horta das Corujas no dia 27 de setembro. Não, não podia. Só se for agora. E assim combinamos uma oficina na horta de uma semana para outra. O Marcos faria uma cirurgia de joelho na sexta à noite e então estaríamos em São Paulo no sábado.  E como eu adoro improvisos, adoro a Claudia, adoro matinhos, adoro a horta das corujas e adoro aulas ao ar livre, adorei também a experiência. Só não gostei de deixar o amor sozinho, mas ele entendeu.
Minha vizinha Ana Campana me ajudou, a amiga Ana Perin e muitos voluntários da horta também. E lá fomos nós andar caçando matinhos de comer para depois cozinhar. Claro, levei a massa do spatzle de mato pronta. O molho de tomate também. Foi só aquecer a água, demonstrar como fiz (usando bertalha-coração, trapoeraba, folhas de capuchinha e de batata-doce)  e cozinhar os nhoques, que servi com molho de tomate e queijo da Canastra. Levei também refresco de hibisco com folhas de gerânio-de-cheiro. E muita gente levou comidas e frutas que encheram uma mesona.
No sábado de manhã o dia estava lindo e ensolarado e as pessoas animadas, descansadas, iluminadas. Meu amigo Guilherme Ranieri me acudia quando esquecia um nome científico ou deixava de notar um matinho escondido. Eram dentes-de-leão, capuchinhas, buvas, serralhas e serralhinhas, mentruzes e tantas outras espécies não convencionais (afinal as hortas urbanas são as guardiãs destas espécies esquecidas).
Não fiz fotos, mas não faltaram colaboradores. Recebi fotos da Pops, da Júlia e do Sérgio.  Vejam aí embaixo, com devidos créditos.
Foto: Sérgio Shigeeda
Foto: Júlia Kuk
Spatzle de mato 
Quanto à receita do spatzle, que todo mundo está pedindo, nem achei que precisasse de tanto que já fiz aqui este nhoque. Mas seguem aqui alguns links onde explico passo-a-passo, onde mostro improvisações para a nhoqueira, um jeito de fazer com a frigideira, um spatzle vegano, spatzles coloridos etc.
De qualquer forma, a receita exata do que foi feito na horta é assim: numa xícara de 250 ml coloque 1/4 do volume de folhas verdes cozidas  (trapoeraba, folhas de batata doce, de ora-pro-nobis e de bertalha coração). Coloquei um ovo e completei com água. Bati no liquidificador, temperei com sal e noz moscada e juntei farinha até ficar uma massa bem pegajosa. O resto é igual aos spatzle que mostro nos links acima. Ou como ensinei no dia da oficina;
O molho de tomate fiz assim: Cozinhei os tomates sem a pontinha no vapor (na cuscuzeira) até que ficassem bem molinhos, soltando a pele. Esperei esfriar, tirei as peles, bati todas as peles no liquidificador e juntei aos tomates cozidos e picados ou esmigalhados. Reservei. Fritei alho e cebola no azeite. Juntei os tomates e as peles batidas, temperei com sal e páprica doce defumada. Deixei cozinhar uns 10 minutos (lembrando que os tomates já tinham sido cozidos no vapor), só até ficar com uma consistência boa de molho, juntei folhas de manjericão-cravo, corrigi o sal e pronto.
Refresco de Hibisco com gerânio. Foto: Sérgio Shigeeda
Refresco de hibisco com gerânio-de-cheiro e manjericão-cravo
Ferva tudo junto, hibisco, gerânio-de-cheiro e alfavacão ou manjericão-cravo.  As ervas, em porções de tempero. Adoce, espere esfriar, deixe gelar e sirva.
Uma outra receita já dei aqui: e aqui uma geleia.
Bem, fica aqui o registro da iniciativa dos hortelões da Horta das Corujas como ideia para oficinas deste tipo, ao ar livre, grátis, sem frescuras nos campos frescos da cidade. Um bom jeito de celebrar as hortas comunitárias urbanas. Simples assim.
As fotos que me mandaram estavam tão legais que não consegui escolher poucas.  Se quiser ver mais, entre no blog da Horta das Corujas ou no facebook dos Hortelões Urbanos. Tem mais fotos do Sérgio, que é colaborador da horta da Saúde, nestes links: https://www.facebook.com/groups/hortadascorujas/?fref=ts

https://www.facebook.com/groups/467181830063730/?fref=


Fotos acima: Pops Lopes

Epazote
Bertalha coração
Fotos acima: Pop Lopes
Publicado em Alimentação, ôrganico, Oficina | Deixe um comentário

Fotos da Comemoração de 2 anos da Horta das Corujas, com Neide Rigo

14/09/2014, por Sergio Shigeeda

Fotos da Comemoração de 2 anos da horta das corujas, com Neide Rigo (http://come-se.blogspot.com.br/) falando de ruderais (plantas que crescem, de preferência, ao redor das habitações humanas- ou seria matos que se comem?!). Parabéns à Claudia Visoni, Madalena Buzzo,Fabíola Donadello, Thais Mauad, Pâmela Sarabia e outros que batalham no dia a dia da Horta das Corujas, que particularmente para mim, tornou-se um ícone das hortas, com eventos fantásticos como esse das ruderais,com muita gente curiosa, gente revolucionária, gente que faz, gente que quer aprender e gente que quer conviver. Lindo dia ensolarado, onde pude apreciar um nhoque de ruderais, com refresco de hibiscus(planta com uma linda flor de espécie conhecida por hibiscus sabdariffa, que provém da Ásia, especialmente da Índia e da África, com propriedades medicinais variadas). Gratidão a todos e Parabéns mais uma vez!!!!!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos: Sergio Shigeeda

Publicado em Alimentação, Horta, Oficina | Deixe um comentário
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 108 outros seguidores