Existe horta em SP

SimpleZine 2, março de 2013, por Fabiano Melato

Uma geração de paulistanos quer aprender (e ensinar) a plantar e colher a salada do almoço na praça do bairro. Que delícia!

Um pé de mamão cresce entre as hortaliças em um canteiro da Horta das Corujas. “Deve ter nascido de uma semente que estava no meio do adubo orgânico”, arrisca a jornalista Joana Canêdo enquanto arranca com cuidado o mato que brota entre as mudas. Tudo normal, como em qualquer quintal, não fosse o fato de Joana estar na Praça das Corujas, entre as vilas Madalena e Beatriz.

A vontade de ir além do vaso de tempero na sacada do apartamento está fazendo surgir em São Paulo hortas como a “fundada” pelos Hortelões Urbanos– grupo no Facebook ao qual pertence Joana, que dedica algumas horas por semana a manter em ordem os canteiros cultivados na praça perto de sua casa. Esse pessoal meteu a mão na terra e passou a cultivar legumes, temperos e hortaliças ao ar livre, sem agrotóxicos e adubados com composto orgânico reciclado do lixo doméstico. A produção é dividida entre os voluntários, repassada a escolas ou distribuída à população carente do bairro.

Iniciativas como a da Horta das Corujas ainda são raras em São Paulo – somam pouco mais de 20 e precisam de autorização das subprefeituras para o uso do espaço público -, mas provam que muita gente quer saber de onde vem a salada do almoço e como criar laços entre os vizinhos que vão além de um educado “bom-dia” à porta do elevador.

Anúncios
Esse post foi publicado em Horta na Mídia. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s