Crie sua horta

Apezinho Verde

Linda a horta do Julio, né? É isso mesmo que acontece: somos seduzidos! Ter uma horta não é difícil, mas precisa de um pouquinho de dedicação. Quando a gente se interessa, esse é um processo que permite várias descobertas: sobre as plantas a serem cultivadas, sobre alimentação, sobre o seu espaço/entorno e até sobre você mesmo. É um exercício de paciência, de reconhecer o tempo de cada ser vivo e de apreciar a natureza.

HORTAPor onde você quer começar? Temos alguns caminhos!

Adquirindo vasinhos prontos com temperos (manjericão, hortelã, pimenta, etc). Eles podem ser comprados em supermercados, barraquinhas de flores nas ruas ou feiras. Você também pode comprar mudas de temperos para, em seguida, plantar em vasinhos. Ou ainda, usar as sementes para participar de todas as etapas do cultivo. Importante: identifique a muda ou semente, ok?

Foto: Flower Story.

Há também hortas urbanas  e comunitárias em vários locais públicos. Excelente oportunidade para trocar experiências e cuidar melhor da nossa cidade. Em São Paulo, essas hortas encontram-se bem estruturadas. Alguns exemplos Horta das Corujas e a Horta do Ciclista. No Rio de Janeiro, tenho conhecimento da Horta Comunitária doCosme Velho  .

HORTITASUma decisão importante: a sua horta será orgânica? Em caso afirmativo, procure obter suas mudas de plantas orgânicas. Merecem atenção e cuidado: a terra, os nutrientes e as substâncias para combate a pragas a serem usados em sua hortinha.

As feirinhas de produtos orgânicos  estão espalhadas pela cidade e alguns produtores fornecem mudas, é só perguntar! Sementes orgânicas podem ser encontradas em sites como Tabutin,Sambalina ou Isla. Foto: Huertas la tardecita

O indispensável!

Sol – irradiação direta, por cerca de 4 a 6 horas por dia, conforme a planta. Investigue o movimento do sol em sua casa e o local de incidência. Importante! Eles não podem passar pelo vidro!

HORTA3Para quem não tem varanda ou similar, tome cuidado ao dispor os vasinhos na janela para que os mesmos não venham a cair e causar acidentes (alguns condomínios não permitem a colocação de jardineiras/vasos nas janelas, isso pode dar ensejo a multas).

Foto: Denise Meneghelo.

Para resolver isso, há hortas organizadas na vertical como essa,  e outras maiselaboradas. Para saber mais sobre Windowfarms. Viva a criatividade!

Eu improvisei: o skate (sem uso) serviu para arrumar os meus poucos vasinhos! Pela manhã, apoiava o skate no tanque onde batia sol, à noite o deslocava para onde não atrapalhasse o uso da área de serviço. 😉

Se não houver jeito, pode-se partir para montar o “sol” da sua horta, tema mais complexo que requer maior pesquisa e investimento. Aqui há soluções com uso de lâmpadas LED.

Apartment-Gardening-With-Hanging-Vase

Água – cada planta possui sua necessidade. Além da pesquisa inicial, com o tempo a gente passa a conhecer e saber o que nossa plantinha precisa. Toque a terra para saber se está úmida, antes de molhar. Cuidado para não molhar demais, já afoguei várias!

Para não molhar as folhas, procure usar um regador ou faça o seu com uma embalagem pet (eu prefiro garrafas pequenas) com furos na tampa (feitos com prego, faca/canivete, máquina de furar). Foto da Quakerrose.

Solo – importante que esteja rico em matéria orgânica, fofo e drenando bem a água.

7-300x223

Vasinhos – O tamanho é determinado pelas características da planta e seu crescimento.

Para temperos, dou preferência a fazer os vasinhos: uso embalagens PET vazias, baldinhos, embalagens plásticas de sorvete, manteiga, etc. Para evitar o acúmulo de água, é só fazer uns furos no fundo do vaso, a furadeira (é mais rápido e fácil). Outra opção é usar um prego ou canivete. Foto da Creative Ideas.

Seguindo a linha de reaproveitamento e reciclagem, se precisar cobrir os furos dos vasos de plástico ou de cerâmica, que, em geral, são bem largos, bolas de gude (sobrando por aí) e rolhas de vinho substituem a argila expandida.

Dica da Teresa do Horto Klein, de Nova Friburgo: pedaços de camiseta velha ou de feltro substituem a manta usada para evitar que a terra vá embora pelos furinhos.

Para dar um acabamento: também aproveito as bolas de gude sobre a terra (evita que a terra se espalhe com o vento, ajuda a manter a umidade). Recentemente, soube do uso de meias (velhas) sobre a terra para manter a umidade, técnica desenvolvida por um agricultor urbano.

Você – Para sua horta crescer forte e saudável, você é indispensável!

Horta é um mundo vasto! Vale a pena pesquisar por aí: GoogleYouTube e TEDtalks.

HORTAVERTICAL

Se precisar de estímulo nesta empreitada, conte com a ajuda do pessoal do grupo Hortelões Urbanos no Facebook. Seu objetivo é a troca de experiências e informações sobre cultivo doméstico de alimentos e a conexão entre pessoas interessadas em fazer hortas domésticas e comunitárias. Aqui tem uma apresentação do grupo no Pechakucha Global Night, em São Paulo, no dia 20 de setembro de 2013. Foto daGreenNation.

É incrível como se compartilha dicas e experiências! A Claudia Visoni explica tudo neste post: Como fazer uma horta em casa.

Aqui tem um Manual da Horta Orgânica Doméstica.

Mãos a obra!

Nota: As marcas e locais mencionados são os que conhecemos ou nos foram indicados por amigos. Nada de publicidade. J

Anúncios
Esse post foi publicado em Horta na Mídia, Informação. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Crie sua horta

  1. Gil disse:

    Oi, amei a página, muito legal a idéia. sou apaixonada por hortas e nas minhas buscas pela net encontrei esse site muito legal, acho que vocês vão gostar,ajuda muito.
    http://www.hortas.info/
    bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s