Já pensou em plantar uma horta com o seu vizinho e trocar alimentos com ele? É possível!

Razões para Acreditar, 9/06/14, Pedro Henrique Costa

Pode esquecer aquele papo de que o jardim do vizinho é sempre mais verde que o seu. Porque, nesta matéria, vocês vão descobrir a beleza de compartilhar o verde de um mesmo jardim. Ou, sendo mais específico, de uma mesma horta.

O fotógrafo e ambientalista francês Yann Arthus-Bertrand capturou uma bela imagem de um bairro em Genebra, Suíça, onde podemos observar várias hortas urbanas comunitárias. O clique foi feito na Avenida de Crozet e, além da beleza estética, também serve como incentivo para comunidades que desejam ter suas próprias plantações:

hortaess

Em seu site, Yann explica que as hortas urbanas começaram a ganhar força na Europa durante o século 19. E completa explicando que o físico alemão Moritz Schreber foi o grande responsável por isso, ao incentivar que as cidades tivessem mais áreas verdes para o lazer das famílias. Aos poucos, as comunidades passaram a ter espaços para plantar seus próprios alimentos.

A Suíça está entre os países que aderiram ao movimento. O fotógrafo francês estima que o bairro de hortas em Genebra seja apenas uma pequena parte dos 50 mil hectares de hortas urbanas espalhados pelo país europeu. Na Rússia, mais de 72% das famílias que moram em áreas urbanas plantam parte de seus alimentos em seu próprio jardim e somente em Berlim, a estimativa é de que haja 80 mil “fazendeiros” urbanos.

As hortas comunitárias têm ganhado cada vez mais espaço em todo o mundo. Elas funcionam como fonte de alimento orgânico e também como ferramenta para a integração social. Trazendo o conceito para a realidade dos grandes centros urbanos brasileiros:

Você já pensou em plantar uma horta no seu prédio? Já imaginou como isso é simples e possível?

Caso você precise de mais incentivo visual, aí vão mais fotos de hortas urbanos espalhadas pelo mundo. Algumas, inclusive, estão no Brasil (uma delas, pasmem, na avenida mais famosa de São Paulo).

 

No Japão, o projeto Soradofarm incentiva a criação de jardins e hortas nos telhados das estações de trem e metrô.

 

Em Nova York, EUA, as fazendas urbanas surgem como uma das armas para combater a obesidade, um problema que atinge com força a sociedade norte-americana.

 

Em São Paulo, os agricultores urbanos transformam espaços públicos em área para o cultivo. Até mesmo a Avenida Paulista, a mais famosa da cidade, já tem uma horta comunitária.

Agora é com você!🙂

Esse post foi publicado em Horta urbana no mundo. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s