Hortas Urbanas

Hortas em SP Hortas no Brasil Hortas no mundo Artigos Vídeos

Hortas em SP

Horta do Ciclista

A Horta do Ciclista é uma intervenção coletiva sobre o espaço urbano de São Paulo com o fim de cultivo de alimentos. Teve início em 12/10/2012. Na sua essência, é uma proposta de uso equitativo da cidade. Ela vem a somar uma direção bastante forte assumida por ciclistas, que é o uso do espaço urbano público para a satisfação de uma necessidade essencial: além de transitar e de contribuir para a não poluição do ar coletivo, alimentar-seEstá localizada na Praça do Ciclista, próxima ao cruzamento de duas importantes vias de São Paulo, Av. Consolação e Av. Paulista, contrastando com o cenário de dinamismo econômico e individualista presente no entorno.

Época São PauloDomingo é dia de cuidar da horta na Avenida Paulista

Horta da Vila Pompeia

Facebook: Horta Comunitária da Vila Pompeia

Video: Horta Comunitária na Vila Pompéia

Instituto Brookfield: População se mobiliza e cria horta comunitária na Vila Pompeia (SP)

Daqui Perdizes Pompeia (diponível em Tudo Oeste): Chuva na horta

Horta do Bê Ene Aga

Facebook: Horta do Bê Ene Aga da Vila

Horta Vegana

A Horta Vegana fica a cerca de 200 m da Horta do Ciclista, na esquina da Av. Angélica com a Av. Paulista. Basta atravessar a Rua da Consolação para chegar lá. Os trabalhos ali começaram em fevereiro de 2013. Nos mutirões os voluntários cuidam das duas hortas simultaneamente.

Horta da Vila Anglo

A Horta da Vila Anglo é uma terra comunitária como a própria Terra! Sinta-se a vontade para nos visitar, participar e se inspirar!
Endereço: Rua Rifaina, 274, Vila Anglo, Sao Paulo – esquina com a Rua Pedro Soares de Almeida e travessa da Heitor penteado a 4 quadras do metro Vl. Madalena.

Mutirões:
Aos sábados a partir das 10h.
Às terças-feiras a partir das 9h: atividades com mais de 50 crianças da associação do bairro.
Estão todos convidados para ajudar, participar ou simplesmente se inspirar!!!

Horta do CCSP

Em parceria com a rede Hortelões Urbanos, o CCSP reinicia a Horta Comunitária – idealizada inicialmente em 2011 como parte do projeto contínuo Centro Cultural, Seu Próprio.

Mutirões: último domingo do mês a partir de 9h com café da manhã comunitário.

Horta da FMUSP

Horta da FMUSP: Localizada na Faculdade de Medicina da USP.

Primeiro mutirão, de implantação: quarta-feira, 05/06/13, às 12h

Hortas no Brasil

Bem Paraná, 29/04/2013: Hortas comunitárias garantem produção para famílias

G1, 18/02/2013, por Adriana Justi: ‘É uma terapia’, diz aposentado que cultiva horta comunitária em Curitiba

Hortas no mundo

Hortas  nos EUA

Mulher UOL: Em NY, jardins e hortas ajudam a revitalizar a cidade e integrar pessoas
The New York Times: Growing Everything but Gardeners

Confessions of an Outlaw Gardener, por Cristina Santiestevan, Organic Gardening, 07/2012
Sobre uma americana que quebrou as regras do seu condomínio para poder plantar uma horta no jardim da frente.

Greening Vacant Lots Can Reduce Crime, por Open Voices, 08/09/12
“Vacant lots are often overgrown with unwanted vegetation and filled with trash, making them attractive places to hide illegal guns, conduct illegal activities such as drug sales and prostitution, and engage in violent crime. There is some evidence that greening vacant lots is associated with reductions in violent crime.”

Hortas na Inglaterra

Incredible Edible Todmorden
Uma cidade inglesa transformada pela ideia da produção local de comida e da criação de hortas urbanas em todas as esquinas, incluindo na frente da delegacia de polícia, no cemitério e na grande maioria das escolas.

2.012 Hortas até 2012, Cidades Sustentáveis, 15/08/2012
Projeto londrino para se criar 2.012 novas hortas urbanas até os Jogos Olímpicos de 2012, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida da população londrina através do incentivo à produção de alimentos, com promoção do desenvolvimento local, melhor qualidade na alimentação e redução de custos com a compra de alimentos. (versão mais completa em inglês: London: 2,012 vegetable gardens by 2012)

Artigos

Hortas resistem na periferia e avançam sobre praças abandonadas de São Paulo, por Tadeu Breda, da Rede Brasil Atual, 01/04/2013.
São Paulo tem onze milhões de habitantes, cinco linhas de metrô, sete milhões de automóveis, rios poluídos, favelas, avenidas largas, muita fumaça e uma quantidade imensurável de concreto. É a mais rude definição de cidade que o Brasil conseguiu produzir. Mas muitos paulistanos continuam vivendo em contato com a terra. E outros tantos se sustentam com o que plantam e colhem nos espaços ainda não colonizados pelo asfalto.

Por que precisamos de hortas na cidade, por Natália Garcia, em Planeta Sustentável, 20/03/2013
No final da semana que vem o prefeito de São Paulo Fernando Haddad deve publicar o plano de metas de sua gestão para os próximos quatro anos. Há duas semanas, um grupo de ativistas se organizou pela internet criando uma petição no Change para pedir que uma dessas metas seja a criação de hortas e compostagem na cidade. (Você pode apoiá-la clicando aqui). Resolvi dedicar então esse post a explicar por que apoio essa causa.

Hortas urbanas se multiplicam e permitem esverdear a metrópole, Natureza em Megacidades, 18/01/2013
“Os interessados nas hortas comunitárias vão descobrindo segredos de cultivos que podem ser facilmente introduzidos no meio urbano. Plantas ruderais (ou “daninhas”), por exemplo, nascem mais facilmente e tem infinitas funções medicinais, alimentares e ornamentais. “O caruru ajuda a eliminar a tiririca, e é tão nutritivo quanto a quinua, podendo ser comido cru na salada ou refogado no shoyu. Já a bertália tem propriedades semelhantes as do espinafre”, ensinou a especialista Ana Terra na última oficina.”

Em que medida você apoia a guerra?, por Tatiana Achcar, Habitat, 09/08/2012
“Mentes bélicas acreditam que a guerra é uma ocupação natural do homem. A agricultura também é uma ocupação natural do homem. São opostos? Agricultura industrial é um tipo de guerra, derruba floresta, rouba terra dos pobres, contamina solo, ar e água, explora trabalhadores, usa pesticidas oriundos de armas químicas das guerras mundiais. No entanto, cultivar alimentos representa um espectro de atividade humana muito maior do que a guerra e muito mais antigo do que uma ação autolegitimada pelo Estado. Ela vem antes mesmo do nascimento das cidades-estado. Cultivar alimentos pode ser a antítese da guerra, a cura para as doenças sociais, a melhora de um mundo dividido em caixinhas e fronteiras? Quando você cuida de seus tomates, você está produzindo mais que tomates? Quanto mais?”

Cultivando alimento e mudança nas cidades, por Flavia Pardini, Página 22, 10/08/2012
“A agricultura urbana talvez seja um das arenas onde a briga entre o velho sistema e as mudanças necessárias para instaurar uma nova forma de viver está mais aparente. Enquanto projetos inovadores para produzir alimentos criam raízes em algumas das capitais americanas, nas pequenas cidades quem quer usar seu jardim para cultivar ainda precisa lutar.”

Hortas urbanas: mais sustentabilidade e saúde,  por Gisele Eberspacher, Atitude Sustentável, 02/01/2012
“Ter uma pequena horta (individual ou coletiva) em uma cidade grande traz benefícios tanto para a alimentação (que fica mais saudável com ingredientes sem agrotóxicos), e para o meio ambiente, diminuindo o impacto da produção em massa.”

Horta urbana comunitária encoraja estilo de vida mais verde, por Luana Caires
30/06/2011, O Eco Cidades
Horta em Manhattan: “O objetivo desse projeto era encorajar hábitos mais saudáveis de alimentação e incentivar um estilo de vida mais verde, e tudo indica que a estratégia esteja funcionando, pelo menos com os mais jovens. Nesta semana, um grupo de estudantes, também envolvido no plantio, realizou a primeira colheita da hortinha. Muitos deles não tiveram a oportunidade de provar os produtos que plantaram, mas aqueles que se arriscaram notaram que até o gosto dos vegetais orgânicos era melhor do que aqueles que seus pais compravam no supermercado.”


Vídeos

Uma seleção de vídeos sobre hortas urbanas pelo mundo.

TED TALK: Pam Warhurst – How we can eat our landscapes

Sobre o projeto Incredible Edible em Todmordem, Inglaterra, uma cidade que é uma grande horta urbana.

Homegrown Revolution (Award winning short-film 2009)

About the Urban Homestead, a family operated and highly productive city farm. A successful, real-life working model for sustainable agriculture and eco living in urban areas which has been featured in multiple news medias both nationally and internationally.

Urban Agriculture in Atlanta (2009)

A video survey of urban agriculture and community gardening in Atlanta. This story was featured on “This is Atlanta with Alicia Steele,” a Telly Award-winning and Emmy-nominated magazine show on PBA, Atlanta’s PBS Station. View more from “This is Atlanta” at http://www.pba.org/atlanta.

10 respostas para Hortas Urbanas

  1. Anna Saraiva disse:

    Eu acredito na propriedade desta proposta.Mãos a obra !

  2. Anna Saraiva disse:

    A buraqueira do metrô bem pode ser aproveitada..que tal uma super-horta o mais agroeccologica possivel na Pça Nossa Sra da Paz em Ipanema -vamos reflorestar com sabedoria
    as figueiras arrancadas

  3. Parabéns pelo empenho de todas as pessoas. A Agricultura urbana é uma resposta da sociedade frente a mudanças de paradigmas mais que necessários e urgentes. Nós temos um movimento em Santa Catarina que articula indivíduos, grupos, entidades, universidade, ONGs, CONSEA’s e governo na perspectiva de ampliar o debate político sobre a agricultura urbana e suas multidimensões. Dentro da Universidade Federal (UFSC) temos um Laboratório (LECERA – laboratório de educação do campo e estudos da reforma agrária) que opera um instrumento de interlocução da temática no estado, o qual chamamos de Centro “Terra Viva” de Apoio à Agricultura Urbana e Periurbana de Santa Catarina – CAAUP/SC. Na prática, temos experiências encharcadas de militância política para que o tema transponha ações pontuais e passe a congregar uma política pública estruturante, desbuRRocratizada e acessível a todos. Deixo o convite para vcs visitarem nossos esforços através do site: http://www.lecera.ufsc.br
    Abraços.

    • Joana Canedo disse:

      Muito obrigada pelo interesse no nosso trabalho e parabéns pelo seu também!! Temos que juntar forças mesmo.
      Vamos trocando ideias e ações. Aproveitamos para convida-los para nos visitarem também quando estiverem em SP.
      um abraço

  4. alex disse:

    boa noite neu nome e alex quero necher com hortas nas nao tenho as terras sei mecher com hortas obrigado

    • Joana Canedo disse:

      Alex, venha mexe na nossa horta então! Ela é de todos, basta aparecer quando quiser. Mas você vai encontrar mais gente nos mutirões. Hoje, 2.11 a partir das 10h e domingo que vem, dia 10. Até mais!

  5. Se todos tiverem o mesmo pensamento em plantar hortas, seriamos o melhor Pais em cultivo de hortaliças e não haveria tanta gente passando fome.
    As pessoas tem que sair da comodidade e por em prática o cultivo de Hortaliças para o seu sustento de forma economica.

    • Joana Canedo disse:

      Obrigada pelo apoio e entendimento da proposta, José! Esse é o nosso sonho: mostrar para todos o que podemos fazer. Basta querer e se mexer.
      Apareça nas Corujas! abraços

  6. Como contar todas estas ações incríveis para o nosso povo?
    Como dizer a eles, que por ano cada HUMANO que habita este território ingere 5,2 livros de agrotóxicos????
    Achei um meio e espero em breve contar com apoio de TODOS.
    PARABÉNS PELO EXEMPLO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s